Top Postagens
recent

Ambição e Ganância. Faces diferentes de uma mesma moeda.




Ambição e ganância não possuem o mesmo significado, embora nem os dicionários consigam entrar num consenso. Vou resumir logo de cara qual o significado destas duas expressões:


Ambição: desejar fortemente algo, com a consciência de que para consegui-lo precisará empenhar esforços adequados ao desejo. É querer mais, mas sem o exagero da ilusão, e com ética, pois quem é ambicioso sabe que o resultado só chegará se agir corretamente consigo e com os outros.


Ganância: é o desejo exacerbado. O ganancioso exagera, pois se ilude e tudo que faz é desmedido, com o peso da comparação com outras pessoas. Geralmente querem ter ou receber mais do que os outros, e anseiam por ganhos exorbitantes, sem para tanto, se preocupar com a ética das ações que serão necessárias para alcançar seus objetivos.


Em outras palavras, para definirmos bem, a ambição seria a busca pelo melhor, com o abandono da zona de conforto, e o agir dentro de padrões éticos. O ambicioso quer mais, inclusive o bem maior de sua comunidade. A palavra-chave da pessoa ambiciosa é a honestidade. Diferente do ganancioso, que para conquistar o que deseja, subjuga e coage. A ganância é o anseio por mais, sem a disposição da força do trabalho, e é indiferente à ética. Assim, ao ganancioso restam as atitudes rasteiras, no objetivo de lucrar a todo custo. A palavra-chave da ambição é a desonestidade.


Note que, em momento algum para as duas definições, foi dito que o desejo é obter mais dinheiro ou bens materiais. Nos dois casos a busca é por mais, não importando o objeto. A diferença básica é a intenção e o modo de agir. No fundo, o que pretendo demonstrar aqui é que ser uma pessoa ambiciosa é bom, pois não há nada errado em querer melhorar as coisas e ter mais condições, e acima de tudo, ajudar os outros a se desenvolverem também.


O problema é que a sociedade brasileira não consolidou o incentivo a ambição. Incentivadas, as pessoas tendem a trabalhar melhor e a produzir mais. Desse modo toda a cadeia econômica do país cresceria, e junto disto, o bem-estar social. Assim, é importante que não demonizemos a ambição, pois esta qualifica a relação social, e ajuda a mente coletiva na direção da prosperidade.


O que não se pode aceitar é ganância, pois esta é destrutiva. Lembre-se, o ganancioso sempre prejudica os outros, pois não usa do trabalho próprio, e sim das pessoas, a seu bel prazer. Portanto, quem estraga a sociedade é a ganância, que suga o planeta sem devolver nada a ele. E é triste dizer, mas o Brasil está cada vez mais ligado a ganância, basta olhar ao redor. Entretanto, temos condições de mudar isso, partindo de nós a manutenção ou a reconstrução de nossas condutas. 


Alexandre Fon




Tecnologia do Blogger.