Top Postagens
recent

Por que damos importância ao não importante?

 



Engraçado como conseguirmos dar importância àquilo que não é relevante. E de forma inevitável, mesmo a mente mostrando o corpo sente. E toda aquela ansiedade ou expectativa, mesmo não tendo sentido lógico, domina o momento.

De repente, a consciência tenta resgatar o pensamento inteligente, argumentando sobre o que realmente importa, inspirando a boa reflexão, mas já é um tanto tarde. As emoções dominaram, e mesmo com toda lógica do mundo em desfavor daquilo que não é importante, o corpo precisa lidar com sua nova realidade, o carrossel de emoções.

E andar de carrossel parece ser simples e fácil, mas imagine girar em círculos por muito tempo, girando no mesmo lugar, sem condições de desliga-lo e por isso não conseguir descer. A velocidade, mesmo a menor possível, depois de certo tempo enjoa, queima o estômago. E os olhos parecem ficar frouxos de tanto girar.

Sem um botão de liga e desliga sentimentos, cabe ao ser humano controla-los do jeito que pode, e algumas vezes não pode. Impossível controlar as emoções o tempo todo, aliás, é impossível o controle da vida, embora, viver possua regras específicas e naturais.

Uma delas é dar vazão à consciência. Trazer para si o pensamento lógico proporciona a permanência no presente, momento onde se encontra a realidade. Outra regra é entender que o tempo não é nosso. Não decidimos nem quando, nem onde, tudo aquilo que é importante hoje, não será mais.

Engraçado como conseguirmos dar importância para coisas, atos e pessoas que não são relevantes para nossa existência. E mais curioso, apesar de constatar que sentimos até o que não deveríamos, mesmo sabendo não ter sequer controle disso, é a lógica nossa única aliada para a compreensão de o porquê existimos. E existimos para sermos humanos, o que significa sermos pequenos demais para entendermos de fato o que importa ou não.

Espero que tenha apreciado esta reflexão.

Alexandre FOn
Tecnologia do Blogger.